Técnico de Eletrónica, Automação e Comando

Perfil

O Técnico de eletrónica, automação e comando:

  • Monta, repara e faz a manutenção de automatismos industriais;
  • Projeta e realiza protótipos de módulos eletrónicos;
  • Elabora esquemas elétricos, pneumáticos e hidráulicos utilizando software específico.

Plano de estudos

Componentes de formação Disciplinas Total de horas
SÓCIO-CULTURAL Português 320
Língua Estrangeira / Inglês 220
Área de Integração 220
Tecnologias Informação Comunicação 100
Educação Física 140
SUB-TOTAL 1 000
CIENTÍFICA Matemática 300
Física e Química 200
SUB-TOTAL 500
TÉCNICA TECNOLÓGICA E PRÁTICA Electricidade e Electrónica 349
Tecnologias Aplicadas 246
Sistemas Digitais 186
Automação e Comando 319
SUB-TOTAL 1 100
Formação em Contexto de Trabalho 600
Carga Horária Total 3 200

Saídas

Profissões/ Empregos agregados Cursos para prosseguimento de estudos
Técnico de Electrónica Industrial
Técnico de Robots Industriais
Técnico de Electrónica
Técnico de Electromedicina
Empresário em nome individual
Engenharia Electrónica e Computadores
Engenharia Electrónica de Telecomunicações e Computadores
Engenharia Electrotécnica
Engenharia de Automação, Controlo e Instrumentação

Empresas

Algumas empresas de estágio e/ou empregadoras Algumas instituições de ensino superior com alunos do INETE
EFACEC – Serviços de Manutenção e Assistência,SA
PRIMETEC – Engenharia de Sistemas, Lda.
CENTRO HOSPITALAR DE LISBOA OCIDENTAL, EPE
SUCH – Serviço de Utilização Comum dos Hospitais
CONTIMETRA – Instalações Mecânicas, Lda.
Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNL
ISEL

Testemunhos

Liliana Marques, Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Com o curso TEAC (Técnico de Electrónica Automação e Comando) podes aprender a lidar com máquinas eléctricas, robôs, programação e a própria montagem dos mesmos, entre muitas outras coisas. Na minha opinião, uma pessoa que goste de criar coisas novas e de conhecer outras já criadas pode vir a ser um excelente técnico, principalmente nesta escola.

Entrevistas realizadas no âmbito das comemorações dos 20 anos do INETE

Nome: Liliana Marques

Actividade Profissional: Técnica de Electromedicina

Como é que se define como pessoa?

Considero-me uma pessoa simples, simpática, amiga do meu amigo, ambiciosa e convicta do que quero.

Como conheceu o INETE? E porque o escolheu?

Eu conheci o INETE por acaso, enquanto andava à procura de várias escolas profissionais, foi a mãe de um rapaz, que estava na mesma escola que eu para fazer uma entrevista na altura, me falou no INETE, no qual o seu filho queria muito entrar e assim chamou-me à atenção.

Gostou de estudar no INETE? Fale-me um pouco do seu percurso.

Sim, gostei muito de estudar no INETE, porque aprendi muita coisa ao longo do curso, não só a nível técnico, mas também a nível moral, passei lá momentos muito bons, que me ajudaram a crescer, tornando-me no que sou hoje em dia.

O que achou do ambiente entre alunos e professores?

Considero um ambiente muito bom, saudável e cativante para os alunos, porque todos os professores do INETE com que lidei, sempre foram muito simpáticos, bons professores, mas também muito bons companheiros, porque estão sempre prontos a nos ajudar.

Houve algum professor que o marcou? Porquê?

Sim, ouve uma professora que me marcou muito, a Eng. Ana Paula Assis. Marcou-me pelo facto de ser mulher e estar inserida no mundo das tecnologias, não só por ser engenheira de electrotecnia, mas porque tem prazer no que faz e fá-lo muito bem, porque sabe. Esteve sempre a meu lado quando precisei e ajudou-me muito.

Como foi a sua transição do INETE para o mercado de trabalho?

A minha transição para o mercado de trabalho foi muito repentina, mas consegui-me adaptar facilmente, mas continuo com muitas saudades do tempo que passei no INETE.

Neste momento qual a sua situação profissional?

Eu neste momento estou a trabalhar no Hospital Santa Maria, como técnica de electromedicina, na área de cardiologia.

Aconselharia o INETE a alguém? Porquê?

Com toda a certeza que aconselharia, assim como já aconselhei a muita gente, porque me orgulho muito de lá ter andado e considero o INETE como um instituto de grande qualidade, a nível de ensino e em que temos um grande acompanhamento.

Recorda-se de boas memórias durante a sua passagem pelo INETE? Pode mencionar-me algumas?

Sim, tenho muitas boas memórias da minha passagem no INETE, tudo o que aprendi, todas as coisas que tive oportunidade de conhecer e experimentar, como por exemplo, ter a oportunidade de visitar outros países, como Itália graças ao projecto EUROV.

Deixe-nos uma mensagem pelos 20 anos do INETE.

Se durante 16 anos em que eu não conheci o INETE, todos os funcionários e directores lutaram para terem o que o INETE tinha e tem nestes últimos 4 anos em que eu tive oportunidade de conhecer este Instituto, só tenho a agradecer, porque fizeram um excelente trabalho.

×

Olá!

Contacte-nos pelo WhatsApp

× 969801453